O que faz um conteúdo viralizar?

social-media-influencer-receiving-likes-and-positive-reactions
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Pode ser em forma de texto, vídeos, músicas, memes, áudios ou de outras maneiras, quando o conteúdo agrada a sua audiência, as pessoas não apenas visualizam, mas comentam, curtem, compartilham, salvam, e assim a marca ganha novos seguidores e clientes.

É justamente quando acontece esta propagação rápida e espontânea de conteúdo entre as pessoas que nós podemos considerá-lo um viral, seja pelas redes sociais, aplicativos de celular, e-mails, plataformas musicais e de vídeo, dentre outros.

Recentemente tivemos o caso da divulgação do novo hit da Anitta – Girl from Rio, onde a cantora publicou sua imagem de pé em cima de uma cadeira e, ao fundo, um ônibus coletivo com o letreiro contendo o nome da música. Rapidamente as celebridades e marcas usaram o mesmo cenário, substituindo a foto da pop star pelos ícones deles. Foi sucesso!

Mas para que esta ação aconteça é necessário um planejamento que leve em consideração alguns pontos:

Saiba quem é a sua persona e o estágio que ele se encontra no funil – é fundamental saber para quem a mensagem será direcionada, conhecer o perfil, as dores (qual problema a persona precisa resolver?). Essas informações são essenciais para desenvolver um conteúdo relevante.

Escolha o canal ideal – existem diversos canais para disponibilizar o seu conteúdo, mas você deve optar por aqueles em que a sua audiência acessa. Tudo deve ser estrategicamente pensado, pois a mensagem também deve ser compatível com as características do canal. A produção de um conteúdo por vídeo é diferente daquele preparado para um e-mail, por exemplo.

Crie um conteúdo criativo, envolvente e que desperte emoções – esses três elementos são fundamentais para que as pessoas queiram replicar para as outras. Basta pensar nas mensagens que você costuma compartilhar com a sua rede de relacionamentos, geralmente são criativas e provocam as suas emoções (raiva, tristeza, alegria), consequentemente, o seu desejo é que as demais pessoas experimentem a mesma sensação.

Engaje a sua audiência – cative as pessoas com o seu conteúdo, faça um call-to-action (CTA), ou seja, crie uma chamada para levar a audiência a tomar alguma atitude: “compartilhe agora este conteúdo”, “salve para ver mais tarde”, “deixa o seu comentário”.

Divulgar a sua marca – este é o momento de divulgar a sua marca, afinal, a sua intenção é justamente relacionar o bom conteúdo com ela e, assim, posicioná-la na mente das pessoas e se destacar da concorrência.

Curtiu as dicas? Vale lembrar que não é possível “encomendar” um viral, mas sim produzir conteúdos que tenham esse potencial e sejam de qualidade para a audiência que ele visa atingir.

Lilian Rodrigues

Relações Públicas, jornalista, especialista em marketing, escritora, docente e apaixonada pelas ciências comportamentais.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn